Criança refugiada submetida á revista oferece bolacha para guarda da fronteira

Criança refugiada submetida á revista oferece bolacha para guarda da fronteira
O primeiro ministro da Hungria, Janos Lazar, anunciou na semana passada que o país está construindo uma cerca de 4 metros de altura na fronteira com a Sérvia, após a polícia deter um número recorde de 3.321 refugiados e imigrantes, o maior número diário a entrar no país neste ano.
Em 2015, mais de 176 mil pessoas entraram na Hungria, tentando chegar até a Europa Ocidental. O governo húngaro informou que precisa reforçar sua fronteira para impedir o fluxo imigratório abale o país.

“Esta cerca de 3,4 metros pode ser adequada para proteger o país, especialmente se policiais estiverem patrulhando o outro lado”, disse Lazar.

Alguns analistas disseram que a cerca de arames farpados tem ecos da Guerra Fria e não ajuda pessoas que fogem de países como Afeganistão, Iraque e Síria a chegar à Europa.

Entre os imigrantes submetidos a processo de revista, uma criança refugiada ofereceu, inocentemente, uma bolacha para um dos guardas que patrulham a fronteira. A cena foi registrada pelo jornalista de NBC, Carlos Angerer.

O jornalista informou também que o prazo inicial do governo húngaro para terminar a cerca era 31 de outubro. As obras, no entanto, estão sendo aceleradas para que a cerca de 175 quilômetros fique pronta em poucas semanas.